Ser criança / Ter infância.

Ser criança é diferente de ter infância.

Esse foi um dos assuntos debatidos hoje na minha aula de Políticas Educacionais.

Ser criança todo mundo sabe o que é. É quando tu é pequeno, quando depende de pessoas para sobreviver.

Ter infância é outra coisa. Eu sei que muitas, ou todas as pessoas que leem o meu blog  tiveram infância. Ter infância é ter história boa pra contar, é ter brincado muito, ter se machucado um bocado nas brincadeiras, é ter amiguinhos, família presente, casa de vó, risadas e diversão o tempo todo.

E aí o que sobra para as crianças carentes, pobres, aquelas que precisam trabalhar já desde pequeninho para se sustentar? Essas tiveram infância?

Vimos um pedaço de um documentário na aula [Crianças Invisíveis o nome] que mostrava duas crianças que catavam lata e papelão para vender e ganhar uns 12 reais por dia, às vezes até menos. Passavam quase dois dias fora de casa para poder chegar cedo no lugar onde eles vendiam o que conseguiam. Mesmo com essas dificuldades eles ainda tinham inocência. Faziam brincadeiras entre eles e enquanto estavam “pilotando” o carrinho, imaginavam estar em uma corrida de carros.

Quando essa inocência se perde? E os pais dessas crianças? E a escola?

E por que ainda tem tanta criança nessa vida de trabalho quando elas deveriam mesmo estarem brincando?

Fica aí a reflexão.

About these ads
Leave a comment

6 Comments

  1. Eu sou uma dessas crianças que teve infância.
    Mas me parte o coração saber que há tantas crianças nesse Brasil e mundo que não podem ser crianças. Sei que de alguma forma elas tentam trazer para suas vidas um pouco de inocencia pertinente a idade delas. Mas nunca será a mesma coisa, de se viver livremente como elas deveriam o periodo mais importante de trajetória por esse mundão.

    Reply
  2. Mayra

     /  October 1, 2011

    Ter infância é a melhor coisa do mundo! Por isso eu fazia trabalho voluntário em orfanatos quando tinha tempo… Nas vésperas de natal reunimos os brinquedos de todas as crianças da família, aqueles que elas não usam mais, e então vestimos alguém de papai noel e vamos às áreas carentes da cidade distribuí-los. Crianças precisam ter infância! É a melhor parte da vida!
    É triste saber que cada vez mais gente perde a inocência antes da hora para trabalhar e ajudar no sustento da família… as coisas não deveriam ser assim!
    Ainda conseguirei planejar uma maneira de melhorar isso. Planejarei e tentarei fazer algo.
    Beijos!

    Reply
  3. Uma coisa que eu posso dizer é que eu tive infância, meus pais sempre foram presentes, sempre atentos com quem eu falava ou com que eu vazia, brinquei muito com meus primos, todo fim de semana era correria pra todo lado na casa da minha avó.

    Esse documentário deve ser muito triste, ams infelizmente é a realidade, e que bom que pelo menos eles tem um pouco de inocencia, porque se não tivessem ele poderiam estar ai matando ou fazendo algo pior.

    Beijo, tenha uma ótima semana.

    Reply
  4. Nossa. Reflexão revoltante essa.
    Eu tive infância e fui criança também.
    Mas, isso PRA MIM, vai da condição social de cada
    um. Nunca tive o que quis, mas nunca me faltou nada.
    Isso é difícil.

    Reply
  5. Nunca tinha parado para refletir desse modo. Acabei de rever alguns dos meus conceitos.

    Reply
  6. Lidiane Fenerich

     /  October 8, 2011

    Totalmente de acordo!

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: