Minhas férias – Parte II : Milho verde, queijo qualho e tatuíras.

Quem me conhece sabe que sou LOUCAMENTE APAIXONADA POR MILHO!

É um amor enorme. E milho verde na praia então…nossasenhora hein.

Todos os dias que estive na praia, TIVE que comer milho verde, essa delícia inventada por algo divino.

MAS nem tudo são flores. Eu não tenho a belíssima habilidade de passar margarina e sal no milho. Sofro com isso.

Meu namorado até tentou me ensinar uma técnica, mas não adianta, não rolou. Me meleco toda e não fica tão bom, então sempre peço para alguém, qualquer pessoa, para que faça esse serviço pra mim. Aliás eu não sei qual é o problema da própria tia que vende o milho temperar. Ganharia mais a simpatia dos clientes. Certeza.

De qualquer jeito, mesmo que fique mal temperado eu não deixo de comer. MILHO, SEU LINDO, EU TE AMO.

Anyway, queijo qualho é uma das coisas que também se come na beira da praia, mas isso eu não consigo aceitar. Aliás, não consigo nem sentir o cheiro que já fico enjoada, sério. Não sei como as pessoas gostam. E olha que eu adoro queijo, mas assim não. Sem contar que uma vez eu li na Capricho [quando eu era pré adolescente obcecada pela revista] que queijo qualho tem muitas bactérias e coisas nojentas. Então né, pra que comer?

Melhor comer tatuíras. Sabem o que é? Não sei se tem outro nome no lugar onde vocês moram, mas aqui no RS é tatuíra mesmo, ou “cachorrinho do mar”.  Dá pra comer frito! Na verdade, tenho um certo pavor deles. Sei bem que eles não fazem nada além de serem levados pelas ondinhas que quebram no mar e se enterrarem na areia, mas quando eles passam nos meus pés, com sua intermináveis patinhas me da uma agonia sem fim. Por isso prefiro ou entrar no mar de uma vez, em um lugar sem tatuíras, ou ficar na areia mesmo. Areia seca, bem longe da beira.

Parte III: Mosquistos de praia. Aguardem. haha

Leave a comment

10 Comments

  1. Ryta

     /  February 5, 2011

    No Rio é tatuí. Mas está extinto por aqui há séculos…

    Reply
  2. Sempre que vejo posts assim dou risada e fico triste: não conheço o mar :(
    milho é TUDIBOM mesmo, não sou obcecada assim, mas eu também me meleco toda para passar a manteiga no milho. É tensotenso.
    Super beijinhos :*

    Reply
  3. Sua declaração de amor pro milho foi a melhor haha o/
    E tatuíra(?) me pereceu algo nojento, bem mais que o queijo coalho, ew!
    Já imagino o que teremos no próximo episódio,olha

    ;*

    Reply
  4. Ei Gab! Eu também adoro um milho verde, hahaha. Adoro quando as receitas levam milho, e nessas férias convenci a minha avó a fazer uma super papa pra todos nós, hahaha.
    Mas eu sou fresca pra comer coisas na beira da praia, no máximo chupo um picolé.. Queijo coalho eu ADORO, mas bem longe dos vendedores ambulantes, hahaha.
    Beijos!

    Reply
  5. Não sei se você conhece, mas Patos de Minas, onde eu nasci e morava é a Capital Nacional do Milho, aí todo ano tem a festa, com vários quitutes inimagináveis feito com milho, e claro tem o milho cozido. Como já vivia numa cidade que sempre tem milho, nunca que eu ia a praia eu comia. hahaha

    Reply
  6. Nunca ouvi falar dessas tais tatuíras. E deu medinho da foto, haha. Minha mãe é milhomaníaca que nem você! É pamonha, bolo de milho, milho cozido, nossa! Eu não curto muito, hein. Só na beira da praia e olhe lá. Adoro seu jeito espontâneo de escrever, Gabs! Você terminou de ver Misfits? :) Beijo!

    Reply
  7. Compartilho do seu amor por milho! As vezes abro uma latinha em casa e passo a tarde comendo essa delícia natural :D

    beijos

    Reply
  8. Ahh, amo milho e também o queijo qualho. Mas queijo eu nunca comi na beira da praia não…rs

    Reply
  9. Nossas praias aqui no RS são cheias de histórias pra contar não é mesmo?? slkaslpsalpals ri muito com seu post!!

    Adorei seu blog flor…

    organizadabagunca.blogspot.com

    beijinhos @maluu_maluu

    Reply
  10. amymuuh

     /  February 15, 2011

    Ui que bicho nojento essa tal de tatuíra! Nunca vi uma, graças a Deus! haha
    Milho é super bom, mas eu não gosto dele com manteiga, deve ser por pessoas como eu que a tia da barraca não vende ele temperado, quer dizer… Eu deixaria de comprar se ele viesse temperado!
    Quanto a quejo qualho, nunca vi alguém comer nas praias…
    Mas praia pra mim é sinônimo de água de côco, não tem nada melhor do que água de côco na praia, só nunca entendi como é que as pessoas conseguem tomar essa água tão deliciosa, em caixinhas e dentro de uma cidade normal, enquanto caminha pro trabalho. Côco pra mim tem sua magia própria e não dá pra encaixotar magia. -q

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: