O que a gente faz numa hora dessas?

Essa gatinha aí é  coisa mais linda do mundo. Ela tem 11 anos, já ta velhinha. É a minha Nick.

Ela não é de muitos carinhos, é bem arisca com pessoas desconhecidas e às vezes até com os conhecidos mesmo, mesmo assim eu tenho um amor por ela muito grande. Coisa de dormir abraçada, ou com ela nos meus pés.

De uns tempos pra cá ela parou de comer. Primeiro começou comendo pouco, e foi parando. Aí só tomava água.

Eu, ingênua ou idiota mesmo achei que logo ela começaria a comer de novo, porque já tinha feito isso antes.

Segunda-feira resolvi levar ela no veterinário. Fez exame de sangue [que tortura]  e no outro dia saía o resultado. Bom, ela tem uma “alteração hepática muito severa” na língua dos médicos, ou seja, problema sério no fígado.

Ficou internada tomando soro e medicações que me garantiram que a melhorariam. Acontece que se passaram dois dias e ela não melhorou e para piorar fui visitar e o lugar que ela fica é horrível. Sujo, com jornais por tudo quanto é lado, pequeno demais, horrível horrível.

Tiveram que sedar ela pra por o soro porque ela ficou muito braba, mas aí ficou toda abobadinha, quase não se mexe.

Achei um absurdo ela ser tratada assim! Quero tirar ela de lá amanhã!

Vou perguntar para os médicos quais as chances dela. Se ela tiver boa chance de sobreviver e se recuperar vou levar em outro lugar que ouvi dizer que é bem melhor, onde os bichinhos são bem tratados. Caso ela não tenha muitas chances vou trazer pra casa. Não gosto dessa coisa de sacrificar. Ela sempre teve medo de veterinários e essas coisas e seria horrível ela morrer no lugar que mais temia. Toda a família chegou a conclusão que é melhor trazer pra casa e que se for pra  morrer que seja perto da família e de pessoas que vão dar todo o carinho para ela.

Que triste isso. A gente se apega tanto aos bichinhos e pensa que eles nunca vão morrer ou sumir, né?

De qualquer jeito eu me sinto muito impotente e ao mesmo tempo  sei que fiz o que tinha que fazer. O resto não cabe a mim.

Nick, te aminho. ♥

Leave a comment

7 Comments

  1. Ai Gabi! (U)
    Eu imagino a dor que você deve estar passando! Quando meu cachorrinho, o Boby, foi diagnosticado com cardiopatia, todos ficamos morrendo de medo de perdê-lo. Agora, graaças a Deus, ele está melhorzinho, mas é triste, ainda assim.

    Boa sorte com a Nick! Ela é linda.

    Beijos

    Reply
  2. Gab, sei o quanto essas coisas são difíceis e agoniantes…!
    Tb acho que é bom ela ficar com vcs… mas espero que seja pra se recuperar e continuar mais tempo do seu lado!

    Sim, vc fez aquilo que podia e ainda vai fazer aquilo que estiver ao seu alcance, mas infelizmente as coisas nunca estão 100% em nossas mãos, né?

    Desejo tb muita sorte para vocês e muita paz nesse momento, por mais que seja complicado!

    Um beijo!

    Reply
  3. Ai, que aperto no coração me deu agora! Meu cachorrinho já tem 10 aninhos, e eu fico pensando o tempo inteiro em como me sentirei ao vê-lo sofrer, não consigo sequer imaginar minha reação quando ele não estiver mais aqui.
    Mas, faz parte da vida mesmo, como a tag diz. Boa sorte pra sua gatinha, com certeza acontecerá o que tiver que acontecer. E seja forte, para deixá-la ainda mais forte, certo? :-)

    Beijos!

    Reply
  4. Uma coisa é você ter um retorno de um profissional que trabalha com isso diariamente. Se o cara falar que não tem jeito, não tem jeito! Até porque, alguns não cobram para sacrificar. E outra, cuidado com o egoísmo. O que você prefere? Interromper um sofrimento de um bichinho, ou tê-lo, sabendo que ele está sofrendo? Pense nisso… A minha mãe pensava da mesma maneira que você e tivemos uma cachorrinha que morreu de câncer. A gente falava o tempo inteiro “Mãe, aproveita que esse carocinho está pequenininho e tira logo”, “Ah, que nada, esses médicos só querem é dinheiro”. Conclusão: em menos de 2 anos aquilo ficou gigante e não podia mais ser operado, porque a minha cachorrinha tinha 14 anos e bem possivelmente não se recuperaria como um cãozinho jovem. Aí, todos viajaram e eu fiquei sozinha com ela em casa, e ela morreu comigo. Foi muito triste, muito mesmo. Vi todo o sofrimento dela até o último suspiro praticamente. É deprimente. Deprimente mesmo! Se tivéssemos sacrificado ela antes, ela não teria sentido 2 anos de dores, porque afinal, câncer deve doer né? Enfim, não quero pagar sapo não, mas pense não só em você, mas no sofrimento do seu bichinho levando em consideração que ele é bem velhinho pra um gatinho… :( Se fosse jovem, eu estaria do seu lado!!!!

    Reply
  5. É terrível ver nosso animal de estimação sofrer…
    A minha cachorrinha foi atropelada e morreu na hora, eu até “preferi” que fosse assim, não suportaria vê-la sofrer.
    Só posso desejar melhoras pra Nick.

    Reply
  6. Poxa, minha flor, tadinha da Nick… Espero que ela melhore, viu. Porque ela, você e sua família devem estar sofrendo muito com isso tudo. Ela é linda! E nossa, fiquei indignada por ela estar sendo tratada desse jeito, também achei um descaso. Enfim, melhoras pra sua gatinha e fique bem! Qualquer coisa pode contar comigo, tá? Beijos :*

    Reply
  7. Acompanhei a maratona do meu namorado e a família dele para fazer a cadela deles (Flor) melhorar da doença que o carrapato passa e sei bem o que você deve estar passando. Espero de coração que a sua gatinha melhore e volte pra casa sã e salva, como Florzinha voltou! :)

    Beijinhos!

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: