Quero fazer terapia.

Enquanto uns não conseguem se abrir para as pessoas, eu quero mais é conversar! Sobre a minha pessoa, meus sentimentos e aí sobre a outra pessoa e os sentimentos e pensamentos dela. Já disse o quanto eu gosto de conhecer as pessoas intimamente? Probleminha.

Mas observe comigo o quanto isso é contraditório. Eu gosto de conversar. Com uma pessoa só. Meu namorado. Não sei conversar com as pessoas da minha família, por exemplo. Aliás, aqui na minha casa não é costume muitas conversas sobre sentimentos e coisas do tipo. E não, não somos afastados [ok, talvez um pouco], mas são assim as coisas por aqui.

Tenho dificuldades de falar as coisas que eu não gosto para as pessoas que me incomodam. Aí jogo tudo em cima do namorado, que não tem obrigação de ouvir, mas como é um amor de pessoa ele escuta e dá conselhos ainda, olha que lindo!

Mas sinto que tenho sobrecarregado ele com algumas das minhas várias inseguranças. Sou bastante insegura sobre tudo, mais ainda sobre o namoro [melhor nem começar a falar sobre].

Como ‘cêis’ sabem, eu quero muito fazer terapia. Tenho a lot of reasons pra isso, mas o que eu mais quero mesmo é uma pessoa desconhecida para sobrecarregar com os meus problemas, quero falar e falar e falar, e ganhar uns conselhos válidos. Egoísta? Ora, pra que servem[serve?] os psicólogos? Eu mesma ainda quero ser psicóloga, mais pela minha “mania” de conhecer pessoas. Enfim.

Esse post todo tá uma bagunça, assim como é minha cabeça. O verdadeiro objetivo disso tudo era dizer que eu vou finalmente fazer terapia.

E tenho dito.

Tenho certeza que isso ainda vai render muitos posts. (:

Leave a comment

10 Comments

  1. Luizi

     /  May 20, 2011

    ai tbm quero/tenho muita vontade de fazer terapia. ainda vou um dia. poder fala horrores com uma pessoa desconhecida e que vai ter que ti dá algum conselho ou alguma coisa vai fazer pra clarear as ideias. muita vontade de saber como é. :B

    bjo :*

    Reply
  2. não tenho vontade de fazer psicologia e acho que psicologos não resolvem os problemas, mas se quer alguém franco, pra te dizer as coisas, me chama no msn ou no twitter ou no lugar que tu quiser, que eu te escuto e comento about your problem, ok honey!

    bjbj

    Reply
  3. Espero que você goste da terapia, Gabi!

    Reply
  4. Terapia é muito bom….principalmente no seu caso, que você tem muuuuito a descarregar!
    Boa sorte!
    Bjos

    Reply
  5. Olha, eu já passei por vários psicólogos e um psiquiatra. (Já sentiu a louca que sou, né? hahaha). Confesso que não gosto muito de ir, embora sempre que saio de uma consulta, eu saio outra pessoa. Não gosto de falar de sentimentos. Tenho esse probleminha. Mas eu recomendo sim que você faça terapia. Faz bem, muito bem!

    Reply
  6. Eu faço terapia desde os 18, quando consegui o meu atual emprego e me mudei pra Porto Alegre sozinha. Foi um fardo pesado pra mim ficar longe da familia, principalmente depois que me apaixonei por um cara um pouco complicado, que é o meu atual namorado :) Meu namorado também é a única pessoa que sabe dos meus reais sentimentos, sobre tudo! Até sobre os caras bonitos da faculdade. HAHAH, nós somos MUITO amigos e isso me faz bem. Mas a terapia é algo inexplicável, conversar com alguém que é mais velho que você, que entende a cabeça dos seres humanos e sabe dizer se o que você está fazendo pode ou não ser bom… é muito legal, eu adoro a minha psicóloga, ela é tipo a minha “amiga paga”.

    Beijos!

    Reply
  7. Nossa Gab, eu te entendo! Eu também tenho uma necessidade enorme de conversar. Sou do tipo ‘livro aberto’. Quando tenho algum problema, por menor que seja, é quase certo que pelo menos umas 5 pessoas saibam, HAHHA. Sempre tenho que contar pra alguém, SEMPRE.
    Beijos!!

    Reply
  8. Imagine que maravilha se todos nós soubéssemos pelo menos um pouco de nós mesmos. A única certeza que temos é que vivemos em constante mudança e que nossa cabeça é um ninho de informações loucas para serem organizadas.

    No meu caso também sobra tudo pro meu namorado, ou quase tudo. Sou do tipo calada, que guarda as próprias dores e até as dores dos outros consigo até o corpo berrar . Isso é péssimo! Me esforço ao máximo pra desabafar sobre tudo e na hora que a minha cabeça começa com suas confusões.

    Acho terapia interessante. Acredito que o que muitas vezes nos prende é toda essa intimidade. Você deixa de falar e as vezes até de pensar certas coisas por medo de machucar o próximo já que normalmente estão envolvidos nessa confusão mental. Um estranho, e como profissional, experiente, torna isso muito mais fácil. De repente é disso mesmo que você precisa, a falta do que você mais gosta, a intimidade.

    No mínimo seu namorado vai ter tempo pra respirar e digerir todo e qualquer desabafo.

    Ah, obrigada por ter passado lá no blog e deixado um pouquinho de você :)
    E desculpe pela empolgação no comentário.

    Reply
  9. Mayra

     /  May 23, 2011

    Sou bem parecida contigo! Adoro conversar sobre mim e meus sentimentos, mas só consigo fazer isso com pessoas específicas, psicólogos são super úteis! Garanto que vai te fazer muito bem! boa sorte, viu?

    Reply
  10. Sei exatamente do que você falou, Gab, às vezes eu também quero falar com alguém e simplesmente não consigo. É querer falar e ao mesmo tempo não querer. Quem sabe um dia eu ainda tente isso? Beijos

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: