Momento de sabedoria.

Aí esse final de semana meu namorado precisava estudar para prova de Cálculo que vai ter amanhã, e não queria, ficava enrolando e fazendo qualquer outra coisa. Acho que muitos se identificam. Eu, por exemplo, se existe um computador na minha frente não tem deus que faça eu estudar. É triste.

Finalmente, depois de muito falar, convenci o guri a ir estudar. Foi pro quarto, abriu os cadernos em cima da cama e se ajoelhou no chão pra fazer da cama uma mesa, entendem?

Quando vi a cena perguntei pra ele: “Por que tu não te sente na cama?”

E ele me responde: “Porque eu acho que quanto mais confortável estamos, menos estudamos”. Ele não falou tão bonito assim, mas foi isso.

Claro que eu fiquei pensando nisso. E não é que é verdade? Ano passado, quando estudava para o vestibular, sempre estudava na cama com os livros todos espalhados. Os estudos rendiam, mas demoravam. Eu demorava para começar a assimilar e entender a matéria. Era uma maravilha estudar no conforto do edredom, mas né. Esse ano passei a estudar na frente do computador, vendo vídeo aulas. Sentada na cadeira dura que é a minha durante um tempão, nada confortável. Poréém, rendia bem mais.

Acho que por querer sair daquela posição de uma vez, eu entendo rápido a matéria, faço os exercícios numa boa, sem grandes dúvidas e o negócio flui.

Enfim, post meio assim nada a ver, mas o namorado disse, ta dito.

Acho que agora vou convencer ele a fazer um blog, porque são tantos os momentos de sabedoria, que precisam ser compartilhados com o mundo.

Te amo, amor. 

Leave a comment

14 Comments

  1. Eu sou justamente o contrário e ninguém acredita. Como eu tenho problema com insônia, a minha memória é péssima e eu tenho uma dificuldade enorme de concentração (claro que não é sempre, rs). Como eu sempre leio deitada e meu cérebro consegue reter as informações contidas na história, eu também estudo deitada que é meio pra enganá-lo, rs. Até porque eu não estudo como todo mundo, sabe? Tipo, eu não consigo passar 45 minutos sentada estudando e/ou resolvendo exercícios (é por isso que eu nem me sujeito a fazer enem). Eu leio por, sei lá, quinze minutos, aí levanto pra fazer outra coisa, entro no twitter/blog ou faço qualquer outra coisa nada a ver, depois volto, leio mais quinze minutos e assim sucessivamente. E olha, tá funcionando até hoje. Mas isso depende muito da pessoa, né? Minhas primas, por exemplo, dizem que se forem fazer qualquer coisa deitada já dormem (tá ruim, hein?) haha. Confesso que pra mim é mais fácil dormir sentada na cadeira do que deitada na minha cama. Sério.

    Beijo, Gab ;*

    Reply
  2. Ixi, eu sempre estudo na cama, hahaha. Menos quando eram provas de química ou física, porque daí eu sentava na mesa com caderno e lápis, pra fazer contas..
    Não sei se essa teoria faz sentido pra mim, porque quando a coisa era chata, eu dormia em cima do livro fosse qual fosse o local do estudo, hahaha.
    Beijinhos Gab!

    Reply
  3. Mayra

     /  July 11, 2011

    Acho engraçado que cada coisa sábia que seu namorado fala vira um post por aqui! Ele realmente é bastante sensato, viu? haha
    Também sou super assim… Os estudos rendem bem mais quando desligo o computador e fico cara a cara com os livros, sentada na cadeira dura. Basta ter um colchão embaixo de mim que as coisas desandam de vez! haha
    Boa sorte pra ele na prova de cálculo!
    Beijos!

    Reply
  4. No cursinho do meu ex-namorado eles diziam que não colocavam ar-condicionado nas salas de aula e que as cadeiras não eram estofadas pra não atrapalhar o rendimento.
    Eu sempre estudei na mesa, esse ano eu comecei a ficar na biblioteca da universidade porque em casa tem muito barulho.
    No colégio que eu estudava todo ano ia um cara dar palestra pra ensinar a estudar, era sempre um cara diferente do outro, as técnicas sempre variavam mas todos eles sempre disseram que não podia estudar na cama, nem mascar chiclete, porque distrai o cérebro. Do chiclete eu não sei se é verdade, eu não sei viver sem chiclete…

    Beijo

    Reply
  5. Achei muito engraçado o post e fez sentido. Como você disse, se tem um computador na minha frente eu não consigo estudar. E estudar na cama então, bem confortável é quase impossível. Distração na certa. Melhor é na cadeira dura mesmo, pra se concentrar melhor, haha. Beijos :*

    Reply
  6. Lidiane Fenerich

     /  July 13, 2011

    Seu namorado também é cultura! hehehe
    Bjos

    Reply
  7. verdade!! pra estudar temos que estar num lugar em que nada interfira. Nao pode ser em casa, só se for num tipo de escritório ou biblioteca pq qualquer coisa serve de desculpa pra se desligar dos estudos… seja a tv, o pc, a geladeira rsrs
    eu sempre rendi mais numa biblioteca e que o ar condicionado nao esteja tao forte, senao é sono na certa!

    Reply
  8. Eu acho que concordo com seu namorado. Pelo menos na época do vestibular eu pensava assim…Procurava o pior lugar, mas que me forçasse a me concentrar mais hehehe

    Reply
  9. Seu namorado sempre diz essas coisas sábias que você compartilha com a gente? Muito engraçado isso! Lembrei do dia em que você escreveu uma das frases dele: “o câncer do vizinho não cura seu resfriado” e eu achei o máximo! Levei essa frase pra vida e já usei algumas vezes, hahaha. E, pelo que você conta, ele diz essas coisas legais sem nem perceber :) Conheço muitas pessoas assim. Tipo você que consegue ser engraçada sem querer. Enfim, sobre os estudos, eu sou como a Analu… sempre estudei na cama, exceto quando se tratava de Exatas. Hihi. Beijos!

    Reply
  10. Tem razão! Quando eu era estudante, estudava sentada no chão e apoiada na cama. Aí me concentrava mais para acabar logo, porque doía a bunda depois de um tempo! Rs! Seu namorado tá super certo! Beijos

    Reply
  11. Na escola, eu teimava estudar não sentada na cama, mas DEITADA nela. Óbvio que eu sempre acabava dormindo com o livro de geografia como travesseiro. Agora eu estudo na escrivaninha, sentada na cadeira desconfortável do computador. Quando durmo lá (e olha que eu consigo) acordo rápido e descansada, e acabo rendendo mais mesmo assim.
    Beijos!

    Reply
  12. Nunca tinha parado para pensar por esse lado. Sempre fiz o contrário: procurar uma posição confortável. Quando as minhas aulas voltarem testarei esse novo método.

    Reply
  13. Se se namorado for tão divertido quanto você, a ideia do blog seria válida. Apesar de que uma das coisas legais daqui é a maneira como você fala dele. Acho engraçado quando você escreve “o namorado disse”. Me dá a sensação de vocês são um casal super fofo e gente boa.

    Beijos

    Reply
    • Ain que amor! Somos super gente boa mesmo. hahaha.
      To tentando convencer ele a criar um blog, mas tá difícil. Ele diz que não tem paciência nem o meu talento. O amor é cego mesmo, né? haha

      Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: