Quase contente.

O fim do ano tá chegando, todo mundo correndo pra lá e pra cá, querendo férias, querendo dinheiro, querendo amor.

Sabe o que eu quero? Agradecer.

Esse ano eu posso dizer que fiz alguma coisa, afinal estou numa faculdade. Particular, mas ok.

E é com muita alegria que eu digo que esse ano eu QUASE não tenho o que reclamar. Acompanhem comigo.

Entrei na faculdade, consegui um quarto só pra mim [vitória!], sabe-se lá como mantive meu namorado junto da minha pessoa [um prêmio pra ele], conheci pessoas novas, fiz novas amizades… e segue.

Pela primeira vez eu chego no fim de um ano QUASE  sem ter o que reclamar. Olha que alegria.

Por que o QUASE Gabriela?

Bom, porque eu ainda sou um ser humano, e sendo um ser humano desenvolvido [ou não] sempre terei coisas a reclamar. Não é essa a lei da vida?

Eu juro que não conheço ninguém que seja completamente contente. TODO MUNDO reclama e não tem jeito. É da espécie, sabe?

Só que sei lá, esse fim de ano eu resolvi fazer algo de diferente e to achando melhor agradecer e ver o que aconteceu de bom do que ficar reclamando do que não deu certo.

Vamos tentar, galerinha? haha

 

Advertisements

Horário de verão, lindo e maravilhoso.

Só quero deixar registrado aqui o quanto eu sou apaixonada pelo horário de verão.

Tem coisa mais boa do que demorar horrores pra ficar de noite? Eu nem ligo praquele papo de “uma hora a menos”. Nem noto pra dizer a verdade.

E sim, acho um saco quem não gosta e fica reclamando TODOS OS MESES do horário de verão. Ai, sério, vão rachar uma lenha (adoro essa expressão).

E nesse ano ganhei um presente a mais com a vinda desse horário: o pôr do sol que eu vou ver todos os dias chegando na faculdade que tem a vista mais linda de todas.

Amo a natureza, o sol, as pessoas, amo o mundo. haha

 

Ode ao meu quarto imaginário

Daqui a uns meses eu vou ter meu próprio quarto. E ninguém mais sabe o quanto eu to feliz por isso. Primeira vez que eu vou ter um quarto só meu, pensa.

Desde que fiquei sabendo que eu ia ganhar o quarto fico pensando em mil coisas que posso colocar nele, coisas de decoração, cores, móveis… Já sei que vai ter uma rede,  uma mesa em L para eu poder estudar,uma parede vermelha e branca, uma cama de casal e um mural de fotos lindo!

Olha, não sei como vou fazer pra arrumar tudo isso, mas sei que vai ficar a minha cara.

E mesmo sabendo que agora o quarto é da minha irmã, na minha cabeça ele já é meu e já meu mundo todo.