Ode ao meu quarto imaginário

Daqui a uns meses eu vou ter meu próprio quarto. E ninguém mais sabe o quanto eu to feliz por isso. Primeira vez que eu vou ter um quarto só meu, pensa.

Desde que fiquei sabendo que eu ia ganhar o quarto fico pensando em mil coisas que posso colocar nele, coisas de decoração, cores, móveis… Já sei que vai ter uma rede,  uma mesa em L para eu poder estudar,uma parede vermelha e branca, uma cama de casal e um mural de fotos lindo!

Olha, não sei como vou fazer pra arrumar tudo isso, mas sei que vai ficar a minha cara.

E mesmo sabendo que agora o quarto é da minha irmã, na minha cabeça ele já é meu e já meu mundo todo.

Mais amor por favor.

Eu sou dessas que pensa que se as pessoas tivessem mais amor o mundo seria outro.

O amor muda tudo, gente. Muda as pessoas, suas atitudes. O amor torna tudo tão fácil, leve e bonito. O que custa?

Eu vejo por aí, nas notícias ou ao vivo mesmo, as pessoas que são pura maldade no coração e não consigo entender. O que faz uma pessoa só querer o mal da outra? O que impede dessa pessoa só…amar?

“ai porque teve vida difícil”. Nossa, que desculpa. Conheço muitas pessoas que tiveram vida difícil e são lindas por dentro e por fora. Essas têm o maior amor do mundo no coração. E conheço pessoas que tiveram vida boa e fácil que são más até dizer chega, que só tem coisas ruins dentro delas. Mas as que têm amor…essas sim vão mudar o mundo.

Eu acredito nisso, e vou acreditar sempre.

O amor muda, o mundo seria outro, melhor.

Concordam?

 

 

Quando eu morar sozinha..

..ou com meu namorado, senão ele me mata.

Tenho uma vontade enorme de ter meu próprio apê [porque morar em casa não da!], meu espaço, com as minhas coisas. Todo mundo quer isso, né?

Bom, na minha casa não vão faltar tais coisas:

Coca Cola. Óbvio. Vou abrir minha geladeira e vai ter horrores de latinhas e garrafinhas de Coca Cola.

Nutella. Acho que não preciso dizer nada, né? Nutella é raio, estrela e luar.

Morango. Para comer com a Nutella, lógico.

Brigadeiro que eu vou comprar toda a semana na confeitaria pra quando eu chegar em casa me sentir como numa festa de criança.

Um gatinho. Desde que minha gatinha morreu ando com uma vontade de ter outro, mas minha mãe me mata se isso acontecer, então me resta ter meu próprio gatinho. Ah, eu queria que fosse um gatinho geneticamente modificado que nunca crescesse, ficasse sempre filhotinho. Onde eu compro um desses?

Pacotes de batata congelada pra eu chegar em casa e só fritar e comer.

Um telefone antigo. Sou apaixonada.

Uma pequena biblioteca.

Um quarto só para sapatos. Tá, to exagerando, pode ser só um guarda-roupa mesmo.

Percebam que assim como gosto de sonhar com meu casamento, gosto de sonhar com meu apê. ou nosso, senão meu namorado me mata.

Gente, mudando de assunto. Ontem aconteceu uma pequena grande alegria no meu dia. Vi meu nome num listão. Passei no “vestibular” e agosto começam minhas aulas. Eba. (: