Quero fazer terapia.

Enquanto uns não conseguem se abrir para as pessoas, eu quero mais é conversar! Sobre a minha pessoa, meus sentimentos e aí sobre a outra pessoa e os sentimentos e pensamentos dela. Já disse o quanto eu gosto de conhecer as pessoas intimamente? Probleminha.

Mas observe comigo o quanto isso é contraditório. Eu gosto de conversar. Com uma pessoa só. Meu namorado. Não sei conversar com as pessoas da minha família, por exemplo. Aliás, aqui na minha casa não é costume muitas conversas sobre sentimentos e coisas do tipo. E não, não somos afastados [ok, talvez um pouco], mas são assim as coisas por aqui.

Tenho dificuldades de falar as coisas que eu não gosto para as pessoas que me incomodam. Aí jogo tudo em cima do namorado, que não tem obrigação de ouvir, mas como é um amor de pessoa ele escuta e dá conselhos ainda, olha que lindo!

Mas sinto que tenho sobrecarregado ele com algumas das minhas várias inseguranças. Sou bastante insegura sobre tudo, mais ainda sobre o namoro [melhor nem começar a falar sobre].

Como ‘cêis’ sabem, eu quero muito fazer terapia. Tenho a lot of reasons pra isso, mas o que eu mais quero mesmo é uma pessoa desconhecida para sobrecarregar com os meus problemas, quero falar e falar e falar, e ganhar uns conselhos válidos. Egoísta? Ora, pra que servem[serve?] os psicólogos? Eu mesma ainda quero ser psicóloga, mais pela minha “mania” de conhecer pessoas. Enfim.

Esse post todo tá uma bagunça, assim como é minha cabeça. O verdadeiro objetivo disso tudo era dizer que eu vou finalmente fazer terapia.

E tenho dito.

Tenho certeza que isso ainda vai render muitos posts. (:

Advertisements